Textos

GASTURA...
Depois de meses e meses sem escrever absolutamente nada e até acomodado diante dos fatos(locais e gerais) e circunstância da própria vida, ainda quando se alcança um patamar da idade, onde tudo ou quase tudo ocorre, inclusive perdas  irreparáveis, chega-se ao ponto de “gastura”, que talvez alguns pensam-equivocadamente- que se trata de excesso de gastos ,por vezes inúteis e sem  sentido.Não é por aí.
Entretanto o equivoco da hipótese de gastos -para quem “a priori” pensa assim...cair- se- á num equivoco atroz. Veja o dicionário.
 A língua portuguesa é muito rica e a palavra “gastura” significa muita coisa interessante como enjoo ,mal estar, incômodo, inquietude e demais significados do gênero. Por exemplo: estar com o “saco cheio”, literalmente.
Isso tudo faz sentido em razão de se viver no País onde tudo termina ou em “quebra pau” ou em carnaval,em comissão ou mesa redonda.                         O povo brasileiro e as pessoas em sí já foram supostamente cordiais e com endêmica tolerância.Hoje o clima mudou...
O que se nota cada vez mais  é uma “gastura” generalizada e o chamado “país do futuro” não existe mais no consciente coletivo e tudo leva crer que igual a conhecida e manjada “dengue” já domina tudo, sem distinção alguma da condição social e enfim, como a predominada a expressão da perigosa malta... “está tudo dominado”. Vide Rio de Janeiro.
As estatísticas recentes e de anos passados dão números escandalosos e cruéis da situação quase insolúvel de nossa inviabilidade como povo e nação. Temos nas costas -por geração- a chamada herança maldita de administrações passadas em geral de forma vergonhosa e catastrófica de que o saldo de tudo é negativo e que gerações e gerações vão pagar o preço dos desgovernos e da esculhambação de quase tudo, como por exemplo, um desemprego de índice estratosférico e um balanço generalizado de que não há solução de reversão.                                                                                  Por outro a pouca ou nenhuma valoração da educação aos desvalidos com a complexidade de que o professorado da base são ou incompetentes e ou não acompanharam a modernidade do século XXI. Uma tragédia anunciada e que cai na mão dos atuais governantes uma bomba. A solução a curto prazo é impossível. As supostas reformas deverão durar bastante o suficiente para a semelhança de outros países sul-americanos sofrerem convulsões por “n” motivos. Imaginem que 37 Partidos vão diputar eleição no ano proximo.(sic)                                                                                                                                                          O Brasil pelo andar da carruagem endemicamente poderá também sofrer pelo quadro nefasto e omisso historicamente de más e nefastos procedimentos de uma classe mais beneficiadas socialmente e que se associaram aos mandantes nefastos e corruptos que a operação LAVA JATO descortinou ao longo de poucos anos de existência com a triste lembrança do processo MENSALÃO. Segundo a ONU a pobreza mundial diminuiu ao contrário o Brasil a pobreza aumentou, segundo a UNESCO. Paradoxalmente vamos para traz diante da Índia, China e alguns emergentes.Realisticamente-sub-desenvolvidos...
Grande parte da população desvalida e abandonada há anos recebe a quantia de R$ 147,00 reais por mês. Vergonha.Miséria pura.
Com as propostas de reforma pelo atual governo a situação será paliativa e,por exemplo não se estabelecer um saneamento estrutural das águas servidas;poluidas pela população desde alta e baixa renda nas metrópoles superlotadas e desumanas.As Câmaras Municipais com seus membros não deveriam mesmo receber salários. Trata-se de um "munus" público. Nada mais que isso. Os partidos reduzidos a 4,acabando com a pletora masturbatória de políticos.
Para pensar: a atual Constituição de 1988 foi elaborada após longa ditadura militar e a promulgação de alguns textos e artigos (por mais que se elogie, os supostos e suspeitos arautos)-como “primorosa”- foi editada na embriagues na farra de parlamentares vítimas do antigo sistema e-imagino- a curto e longo prazo deverá ser revisada, para novo  “trânsito em julgado”, aliás nem tudo é tão pétreo nem eterno. Tudo para o bem da nação...
Tenho dito.Dignidade JÁ.

 
helion verri
Enviado por helion verri em 09/11/2019


Comentários


Imagem de cabeçalho: raneko/flickr