Textos

URGENTE: UM HELICÓPTERO PARA A ILHABELA.(SP)
 
Não é possível que vitimas em razão de emergências médicas, com extrema gravidade e afins, inclusive até diligências policiais graves fiquem dependentes de balsas da DERSA ou coisas parecidas com lerda locomoção estejam ao chamado --“Deus dará”...Pessoas que necessitam de uma forma geral...de transporte URGENTE. O descaso com tal atendimento é deverás insatisfatório, ante a crescente demanda da ilha ao continente e vice versa. Nem se vai falar nos dias santos ou feriados, onde o serviço fica insuportável diante de sol inclemente e filas enormes e inacabáveis, sem solução para a rapidez no atendimento aos usuários que pagam inexorável a travessia que dura aproximadamente de 20 a 30 minutos, ATÉ HORAS  E HORAS,(intermináveis) com “direito” ainda de ao se aproximar na travessia algum navio petroleiro ou de turistas, estes sempre terão preferência de passagem no canal mais profundo do mundo, que se conhece. São quase 8 mil metros de profundidade e extensão. Sabemos que as leis e regras marítimas devem ser respeitadas e, que portanto, tais grandes embarcações tem prioridade das prioridades...
A empresa DERSA que há anos serve mal e porcamente a ILHABELA sempre teve um atendimento muito pouco desejável ou satisfatório.Horrível. Antigamente, ou seja 10 anos atrás haviam somente 2 balsas que ligavam o ilha com o continente. Eram velhas, lerdas e insuportáveis, o que se depreende que os governos estaduais, por décadas, pouco interesse tinha em melhorar os serviços de navegação de carros e caminhões comerciais até um lado para o outro. Razão obvia: GUARUJÁ dá mais votos e tem maior importância eleitoral e se esquece que em São Sebastião, onde se encontra a PETROBRAS nada representava aos interesses dos governantes, eis que está no Continente e nada tem a ver com balsas. Despreza-se a importância estratégica dessa multi empresa coletora de óleo bruto dos navios, alguns até onde sei jogam resíduos impunemente de sobras em seus cascos. Uma VERGONHA. Afetando o meio ambiente em todos os sentidos. Por outro, sabido é que no lado menos populoso da ILHABELA – quadrilhas e navegantes jogam caixas e caixas de madeira que chegam do outro lado do litoral com tóxicos e também armas e, que já impunemente cooptadas por traficantes e bandidos de “alto nível”. Violação de toda a legislação pátria, pelo nefasto e criminoso contrabando. Uma VERGONHA, onde nem a MARINHA BRASILEIRA , nem a POLÍCIA FEDERAL chegam a coibir com máxima eficiência e rigor... Uma esculhambação notória a céu aberto.IMPUNIDADE.
A título de ilustração dessa terrível veracidade, na década de 60   cheguei na ilha à noite, acabava também de desembarcar um casal que alugara uma casa –para descansar uns dias- e inadvertidamente um dos filhos ao subir numa mesa baixa de vidro na sala, este quebrou e rasgou a pantorrilha da perna e o pai nem chegou a tirar todas as malas e –desesperadamente- foi ao píer das balas e na época tinha que usar lanterna ou farol para que a balsa que estava em São Sebastião viesse sem passageiros para atender o menor exangue de sangue para a cidade de São José dos Campos, ante a gravidade do ferimento. Lentidão no atendimento da balsa em cruzar o canal para atender  uma emergência, eis que na ILHABELA as tais embarcações não ficavam por causa, possivelmente, de “gênio” qualquer da DERSA, a indigitada.
Ante tanta clemência aos governos e à empresa pública já não há mais duas balsas, mais outras que vieram com favor e muita benevolência do (badalado) GUARUJÁ, onde a clientela e mais poderosa, exigente e – quem sabe- mais INFLUENTE, junto a sucateada DERSA. GLORIA DEUS NAS ALTURAS E NA ILHABELA, de todas, as mais belas. Assim falava Zaratustra. São –aparentemente- sucatas mas servem para a missão de interesse público.Com certeza.
O que deve ser urgente e necessário é uma base permanente de helicópteros da POLICIA MILITAR- de um ou de outro lado-(ilha e continente) e ou por outra uma eventual licitação para que o particular assuma esse serviço de forma rápida,(há  interesses na ideia ). Eis que o piloto não precisará aguardar as gaivotas e demais congêneres(sucatas) da espécie marítima. Isto cá e lá.
Pelas autoridades de São Sebastião e da ILHABELA devem fazer gestões para a PETROBRAS realizar esse importante serviço de utilidade pública.Não faltam helicópteros nos atendimentos do chamado “pré-sal” nas bacias de óleo em Santos e Rio de Janeiro.
TRANSCREVO EM NEGRITO O PROTESTO DO MÉDICO DR.FLÁVIO FREITAS in “facebook” – EU APÓIO.
 
“REPÚDIO ...DERSA. Lixooo
QUANTO VALE UMA VIDA DERSA???
TEXTO- do dr.FLAVIO FREITAS.
“Estavamos com paciente em estado gravíssimo para ser transferido para o hospital São José dos Campos, paciente entubado,com fraturas múltiplas de crânio, sangramento intracraniano grave, sangramento pelo ouvido, enfim, extremamente grave. Ao transferirmos ele da sala de urgência para a nossa UTI MOVEL, pedi para que ligassem na balsa explicando a gravidade do caso e pedindo para a balsa aguardar nossa chegada, para nossa surpresa, ao chegarmos no atracadouro, a balsa FB28 estava levantando a rampa e iniciando sua saída. Mesmo com sinais de farol e sirene ligada o comandante nem fez menção em voltar(menos de 1 metro de distância). Ao questionarmos o carregamento de acesso sobre urgência (o mesmo estava com seu rádio nas mãos...Era só chamar a balsa). Com isso, até a balsa seguinte chegar e sairmos se passaram 30 minutos!!!! GOSTARIA QUE ESSE MARINHEIRO E ESSE CHEFE DE ACESSO COLOCASSEM AS MÃOS EM SUAS CONSCIENCIAS E PENSASSEM QUE ALÍ DEITADO ESTAR UM ENTE SEU...PEÇO O APOIO DE TODOS DA CIDADE PARA QUE ISSO NÃO OCORRA NUNCA MAIS!!!!!! EM URGENCIA SEGUNDOS PODEM SER A DIFERENÇA ENTRE A VIDA E A MORTE !!!
DERSA LIXO!!!!!
 
ESTE SITE ENTENDE QUE ISSO É UMA VERGONHA E LAMENTÁVEL...
OMISSÃO DE SOCORRO... ISSO É CRIME E DEVE SER APURADO!!!!
helion verri
Enviado por helion verri em 13/12/2018
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.


Comentários


Imagem de cabeçalho: raneko/flickr