Textos

NÃO HÁ JAMAIS COMPARAÇÃO... MAS,POR QUÊ TANTA CRUELDADE?
 
Tratando e tentando fazer jornalismo,  quando ainda estudava na Faculdade “Cásper Líbero”-(mediante exame vestibular)-   já      em SAMPA – no 2º. ano estava logo trabalhando como estagiário na rádio “Gazeta” da Fundação “Cásper Líbero” na condição de noticiarista...Recente, tinha vindo do Interior, onde residia. Nunca havia trabalhado até então.
Nessa iniciação, na redação de A GAZETA captava pelo teletipo (isso não existe mais em jornais eis que se tornou obsoleto. Era uma máquina de escrever ao contrário) as notícias vinham em inglês e algumas e francês, eis que eram das agências noticiosas- United Press e France Press. Daí, após tradução a gente fazia uma pequena nota para ser lida pelo locutor. Tipo conta-gotas. Notícia em rádio deve ser invariavelmente curta.
Era o noticiário patrocinado pela então joalheria “Bim-Bam”-nem sei se ela existe ainda hoje e era situada na rua São Bento.(SAMPA).
Com a morte prematura de Cásper Líbero- um dos gênios do jornalismo brasileiro- infelizmente vitima fatal de acidente aéreo no Rio de Janeiro, no aeroporto Santos Dumont, criou-se a Fundação “Casper Libero” que foi parar na mão de algumas pessoas,incompetentes, inescrupulosas e ou aventureiras. Ficou mais ou menos a “casa da mãe Joana”, eis que, por exemplo, o prédio que existe na avenida Paulista, originariamente seria muito maior...e parou no 4º. ou 5º. andar, por má gestão. Havia até desvio de material de construção da obra para alguns da diretoria...Seria o prédio mais alto de SAMPA, era o que se dizia.
Assim, por exemplo, o contrato da joalheria “Bim-Bam”- ao invés de ser realizado pela própria Fundação era,no entanto, “bancada” em contrato particular  e exclusivo por um jornalista de A GAZETA.(sic).Ele recebia o que a Bim-Bam pagava e depois distribuía aos demais...todos egressos da Faculdade. Esta(A GAZETA)-nada recebia e com o tempo acabou sendo extinta...em razão de má gestão, generalizada.Até mesmo o material da obra da futura sede era desviada para fins particulares em sítios em Atibaia a diretores inexcrupulosos. Deu no que deu. Ficou o prédio nanico-inacabado...em plena avenida Paulista. Como “Fundação” não quebra como uma empresa comercial qualquer- ela foi cair no colo de um concorrente, que por sua vez –gradualmente- matou “a pauladas” a tradicional – “Fundação Casper Líbero”...Não teve outro destino!
Havia uma dezena de jornalistas em a GAZETA, onde se trabalhava que não aceitava com bons olhos o estudante de jornalismo, pois, vinham só de experiências pessoais passadas –quando sequer se pensava em estudar o jornalismo como profissão, arte e ciência. Havia uma certa má vontade em aceitar universitários da época, oriundos de grau superior...
No primeiro mês de pagamento –ao receber em cruzeiros (moeda da época) o jornalista supra mencionado pagou-me valor abaixo do combinado e, no ardor da juventude, disse que aquela quantia não tinha sido combinada e a resposta direta do “pai da matéria”(gestor de araque) foi essa:
“VOCÊ NÃO MERECE O QUE FOI COMBINADO...”
Fiquei surpreso e ao mesmo tempo indignado. Fiquei sem chão. Mesmo assim continuei tudo em razão da necessidade financeira e profissional.
Assim, mesmo , sobrevivi dentro do jornalismo, quando iniciei a profissão...Levando porrada. Por certo o “pai de todos”-o “banqueiro-jornalista”- levou alguma vantagem, pois o contrato era dele com a Bim-Bam e não com a Fundação “Casper Libero”. Esta,  a Fundação seria a merecedora da avença e não um simples empregado. Tudo errado, pois...
São fatos e ocorrências que marcam a vida de qualquer um e, (guardando sempre a minha absoluta insignificância, mal comparando e sem alguma pretensão tal), com o aluno Albert Einstein... Eis que- reconheça-se- toda comparação é infeliz e nem sempre pertinente. No entanto, a humanidade tem certas maldades que “in casu” do gênio EINSTEIN- pois, conta-se que quando criança estudava matemática na Alemanha, e um professor qualquer de matemática ao ver alguns seus trabalhos e/ou estudos-  disse-lhe cruelmente o seguinte: direto e impiedosamente- ao futuro descobridor da Lei da Relatividade:
“MELHOR VOCÊ DESISTIR DE ESTUDAR,POIS VOCÊ NUNCA SERÁ NINGUÉM NA VIDA”...
Nada animador...Nada profético.
Por  quê, às vezes, o HOMEM é tão CRUEL com seu semelhante?
Eis que a PALAVRA,sim a palavra, também pode MATAR. E,MATA a esperança também...de alguém!
Embora isso, a gente persiste, mesmo errando. E, por outro, o gênio  alemão ainda descobriu a inexpugnável "Lei da Relatividade". E= mv2. (Energia é igual ao massa vezes o movimento ao quadrado).
Concluindo:Vamos em frente que atrás vem gente...
 
NOTA- Recomendo a leitura do livro- “HERANÇA DA LIBERDADE”-da animalidade a humanidade- do cientista Albert Jacquard, que trata cientificamente da herança genética da humanidade.Ciência pura.
 
helion verri
Enviado por helion verri em 15/09/2017
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.


Comentários


Imagem de cabeçalho: raneko/flickr