Textos

NO POENTE...                                                                                                                                          Final                          de                                      tarde
                                          anoitece...
                                          Aquieto-me.
Já que ela não veio.Nem virá.
E a solidão,o silêncio me dominam.
Nas garras da imensidão das sinas,
Quando o tempo já passa...
E não sei mais voar tal pássaro azul
Que a natureza teceu de plumagem
Nos dias floridos da primavera,num dia                         de brisas suaves. 
Hoje, não resta quase nada,
senão a conformidade do meu
apequenado e finito ser
para poetar e só(inexorável) adormecer
Sonhar.Só sonhar.
Tão somente isso.
Nada mais que isso.
Nada mais...
Nada.

 
helion verri
Enviado por helion verri em 26/06/2016
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.


Comentários


Imagem de cabeçalho: raneko/flickr